Archive for Maio 2011

X Semana de Relações Públicas da UNESP discute Comunicação Pública

2 Comments »


A Unesp de Bauru organiza nos dias 7, 8 e 9 de junho a X Semana de Relações Públicas que, neste ano, terá como tema Comunicação Pública. O evento acontecerá no campus e contará com a presença de professores, profissionais e alunos da área de relações públicas e de comunicação em geral. Além de palestras, no período noturno, a programação da semana contará com visitas técnicas e oficinas, realizadas durante os períodos da manhã e tarde. A abertura do evento contará com a presença da professora Elisabeth Pazito Brandão, relações públicas e jornalista, mestre em Sociologia Política e doutora em Ciências da Informação. Atualmente morando em Brasília, ela é autora do livro “Algumas abordagens em Comunicação Pública” e co-autora de diversas outras obras na área. Atualmente presta consultoria na área de Comunicação Organizacional. No dia 8, acontecerá um painel sobre Comunicação Pública no Terceiro Setor. Entre os convidados, a relações públicas Viviane Nebol, com atuação na gestão de projetos em diversas ONGs de São Paulo. No encerramento, dia 9, haverá o painel Comunicação Pública Governamental, com a presença de representante da sub-secretaria de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo.

A X Semana de RP conta com o apoio do FAAC, Departamento de Comunicação Social, Departamento de Ciências Humanas e PROEX.

Serviço: A X Semana de Relações Públicas da Unesp Bauru acontece nos dias 7, 8 e 9 de junho, com palestras no período noturno (a partir das 19 horas) e visitas técnicas e oficinas de manhã e à tarde. Mais informações pelo hotsite: http://www.wix.com/xsemanaderp/2011




Propaganda Sexy!

No Comments »

baby



Usar fraldas pode ser sexy, muito sexy!

A Hyunday bem que podia aprender a fazer propagandas mais criativas, como essa da fraldinha mais cuti-cuti do mundo!


Comunicação interna: trampolim político

No Comments »

Politicagem


Siga o @BlogSerRP!



O recente post do @uelramonPorque é tão difícil desenvolver o Pensamento Sistêmico???” veio ao encontro de um tema que estava martelando meus pensamentos já há algum tempo. Inspirado no texto do Jerônimo Mendes, publicado no Portal Administradores, o editor do Blog Ser.RP cita um trecho do referido autor que traz algumas razões que dificultam a prática do pensamento sistêmico, replicado abaixo:

“Mas o que significa pensamento sistêmico? Por que as pessoas têm tanta dificuldade para colocá-lo em prática? Existem inúmeras respostas para isso e aqui vão algumas: individualismo ao extremo, cultura do imediatismo, complacência, egoísmo, falta de visão, medo das mudanças, liderança ineficaz etc”.

Analisando esse trecho, fiz um paralelo com o tema da comunicação interna nas organizações. Vejam que os argumentos utilizados pelo autor para explicar a dificuldade da implantação do pensamento sistêmico também podem ser utilizados como exemplos de barreiras que atrapalham o bom desempenho da comunicação interna.

Além dessas já citadas por Jerônimo Mendes, acrescento mais uma: a questão política. Entre as definições para o termo que o dicionário Michaelis traz, destaco algumas para basear minhas argumentações.

Arte ou ciência de governar.

Arte ou vocação de guiar ou influenciar o modo de governo pela organização de um partido, influenciação da opinião pública, aliciação de eleitores etc.

Astúcia, maquiavelismo.

Percebam que o termo política já incorporou pontos positivos e negativos. É tanto uma arte ou ciência no ato de governar, quanto uma arte ou vocação de guiar ou influenciar o modo de governo pela organização de um partido, influenciação da opinião pública, aliciação de eleitores. Pode ser uma astúcia, maquiavelismo.

Infelizmente, alguns líderes de áreas internas de uma organização, cientes da importância e dos alcances dessa ferramenta comunicacional, fazem uso da comunicação interna como trampolim político. Buscam, dessa forma, a construção de uma imagem, pessoal ou a da gerência em que atua (neste caso, acaba refletindo na própria imagem do gestor), e não a real preocupação de manter os públicos internos informados sobre os andamentos dos projetos.

Não é raro ver a interferência, por meio do poder que exercem em decorrência do cargo que ocupam, desses gestores, seja na modificação de um texto, de um vídeo ou outro conteúdo em legislação própria. Também é fácil a observação que o instrumento da coerção é bastante utilizado.

Essas mesmas atividades são muito utilizadas no meio político e acabaram sendo denominadas como ‘politicagem’. Esse termo expressa bem as relações do ganha-ganha-perde. Muitas vezes ganha quem manda, às vezes quem obedece e perde quem realmente deveria ganhar (públicos-alvo e sociedade).

No caso do comunicador, do responsável pela gestão das informações dentro de uma organização, ‘o às vezes ganha’ não acontece (a não ser que compactue com os estratagemas daqueles que não se importam com a comunicação interna). Depois do público interno, ele é o mais prejudicado, pois o planejamento foi deturpado e comprometido, e o prazer de ver o resultado de seu trabalho acaba minguado.

O comunicador fica em um fogo cruzado. Percebe-se a manobra política em detrimento dos interesses dos públicos, mas muitas vezes acata-se a determinação. Pouco pode fazer. Pelo menos aquele que se submete a um gestor. E, cabe a esse, a obrigação de evitar que a comunicação interna seja usada como trampolim político por aqueles que querem se aproveitar da boa vontade dos públicos.

Novo hit na internet torna-se um bom exemplo de viral

1 Comment »

viral


Siga o @BlogSerRP!

Curta nossa página no Facebook!



No post Marketing Viral destaquei alguns elementos que fazem uma determinada ação na internet se tornar um verdadeiro viral. Destaquei que a mecânica do viral é simples. Basta divulgar um texto, um vídeo, uma imagem, um game, um widget ou outra forma de arquivo na internet e ver essa publicação se espalhar no mundo virtual. Assim como no caso de um vírus no corpo humano, que se utiliza das células para se reproduzir e alcançar todas as partes, da cabeça aos pés, o viral, na rede, também procura essa reprodução massiva para todos os cantos, sendo duplicado em blogs, sites, redes sociais, e-mails, etc.. Faz-se uso do boca-a-boca, no caso virtual, para que a notícia se espalhe como fogo em pasto seco.

Um bom exemplo realizado recentemente e que o Programa Pânico participou (ainda não está claro se foram mesmo trollado ou se participaram ativamente da ação), foi a divulgação das "As Tchecas do Brazil” (para saber mais leia Loiras + Pânico na TV + Cerveja = trollagem do século do Blog Relações).

Recentemente fui bombardeado no Facebook pelos meus amigos com um link para uma música. No ínício não dei importância, mas como várias pessoas continuaram a divulgar, minha curiosidade ficou atiçada e fui conferir.

A "Banda mais bonita da cidade" lançou o clipe da música 'Oração' no Youtube e conquistou a simpatia dos internautas, se tornando em mais um bom exemplo de como fazer um viral de sucesso. Em pouco mais de 5 dias, alcançou a incrível marca de 796.709 visualizações.

Veja abaixo o vídeo que está conquistando os usuários de internet.

A grande aposta é: quem entrevista primeiro a banda? O Fantástico (Globo) ou o Domingo Espetacular (Record)?



Novo aplicativo de e-commerce para o Facebook

1 Comment »



Curta nossa página no Facebook!



A LikeStore (www.likestore.com.br) lançou o primeiro serviço online no País que permite a qualquer usuário ou empresa vender produtos diretamente pelo Facebook. Os focos da empresa são dois mercados crescentes no Brasil: o do e-commerce, que já registrou uma movimentação de R$ 14,8 bilhões no País em 2010, de acordo com o eBit, e nos quase 20 milhões de brasileiros que utilizam o Facebook. No primeiro ano, o serviço espera realizar 150 mil transações com um ticket médio de R$ 120, movimentando um montante de R$ 18 milhões.

Em breve, o serviço estará aberto para qualquer usuário da rede social criar a sua loja. Neste momento, os usuários do Facebook poderão transformar suas fan pages em uma vitrine de produtos, colocando imagens e descrições. Ao fazer a adição de um produto, automaticamente o serviço já envia uma mensagem ao seu mural, notificando a lista de amigos. Depois, qualquer um (amigo ou não) poderá acessar a parte do perfil que foi transformada em e-commerce, escolher o que interessa e, sem sair da rede, fornecer informações de compra. Tudo de forma segura, certificada pela VeriSign.

Na última década, as redes sociais revolucionaram o modo como as pessoas interagem na web. Agora as redes sociais estão passando a revolucionar também as compras na web, que já movimentaram US$ 500 bilhões em 2010 no mundo todo (dados da Everis). Nos Estados Unidos, a expectativa é que o Facebook movimente 1,2 bilhão de dólares até o final de 2011, de acordo com a Social Times Pro.


A grande vitrine da Comunicação Corporativa

No Comments »

Pode ser um pensamento um pouco prematuro este que estou querendo transmitir, porém é algo que vem me incomodando há algum tempo, reforçado por aquilo que vejo no dia-a-dia em minha profissão.

Estou falando sobre como a Comunicação é percebida pelo mercado, e como nós os Comunicadores temos influênciado neste processo!

Um papel fundamental neste movimento é exercido pelas premiações, cases e eventos em nossa área, que já foi alvo de uma crítica ferrenha do Comunicador Wilson da Costa Bueno em seu artigo A farsa dos cases e das premiações. Vale muito a pena ler para despertar o tão necessário olhar crítico sobre nosso mercado. O que quero questionar vem muito a calhar com esta discussão levantada por Wilson, porém explorando o ponto de vista dos resultados destas ações. Sempre que temos contato com relatos de estratégias de comunicação aplicadas nas empresas, somos apresentados à grandes campanhas, peças incríveis de publicidade e layouts lindos de materiais institucionais, porém, não temos noção de como realmente a comunicação funciona nesta empresa, ficando reféns de projetos pontuais e muitas vezes sem integração com um plano maior.

Noto sempre que na maioria das vezes as expectativas dos diretores de uma empresa a respeito de um profissional de comunicação é que eles querem que seus projetos tenham beleza, que sejam grandiozos e ganhem notoriedade, o que pode nos mostrar maior preocupação com a estética, e não nos resultado de longo prazo. A minha sina e a da maioria dos bons profissionais de comunicação é mostrar que nosso trabalho é muito mais do que grandes sacadas, que por trás de cada grande idéia, deve haver um enorme esforço de planejamento, totalmente estruturado com os outros processos organizacionais, e ainda mais importante, totalmente alinhado com o que seu público espera.

Esta diferença de visão que o mercado tem dos profissionais de comunicação por vezes é reforçada pelas premiações e eventos citados acima. Temos de tomar um grande cuidado ao divulgar o nosso trabalho, estes eventos são a oportunidade divulgar nossos resultados de uma forma educativa, mostrando ao mercado como é que é um trabalho de comunicação de verdade, focado no longo prazo, na geração e manutenção de relacionamentos.

Observo que a comunicação está retornando as origens, ficando minimalista, genuina e humanizada. Esta é uma grande mudança que interfere em toda estratégia empresarial, obrigando os profissionais de comunicação a reavaliarem seus posicionamentos. Esta volta às origens da comunicação reforça a necessidade de se estabelecer um sólido PROCESSO DE COMUNICAÇÃO, e não somente estratégias fragmentadas aquelas que já estamos habituados a verificar nas empresas. Por processo entende-se um movimento contínuo, um fluxo, que é próprio da comunicação. A comunicação não pára, não dá pausas, não tem horários definidos.

Em nossos próximos cases, ao invés de dar foco à projetos pontuais, vamos dar importância aos processos de comunicação, e como estes processos estão gerando relacionamentos para suas empresas, topam?

Meio ambiente em perigo: resíduos de Vidros Automotivos

1 Comment »

residuos vidros automotivos

Siga o @BlogSerRP

Curta a nossa Página no Facebook!


São jogados na natureza, mensalmente, cerca de 5 mil toneladas de resíduos de vidros automotivos, material de dificílima degradação, que vem causado sérios danos ao meio ambiente. Para agravar a situação, desse volume apenas 200 toneladas, isto é 4%, são reciclados, o restante vai para os aterros e os lixões, trazendo problemas para as pessoas e o ecossistema.


A reciclagem de vidros automotivos ainda é pequena no Brasil. NaEuropa e Estados Unidos o índice é superior a 50%.

O Projeto de Lei já foi aprovado na Senado Federal e encontra-se agora na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle – CMA, da Câmara dos Deputados e visa para responsabilizar as empresas que vendem e instalam vidros automotivos a reciclar os materiais que são descartados.


Se aprovado, as empresas do setor terão até 120 dias para se adequar à nova legislação.




Plataforma Web Rádio Água – Gestão do Conhecimento e Mídias Sociais

No Comments »

Web RadioEste post é para apresentar a vocês o projeto Web Rádio Água. Este projeto é relativamente novo, com grandes perspectivas de expansão e disseminação das Tecnologias Sociais.

O projeto Web Rádio Água é desenvolvido pelo Centro Internacional de Hidroinformática e conta com a parceria da ITAIPU Binacional, Fundação Parque Tecnológico Itaipu, Programa Hidrológico Internacional da UNESCO e a Radio Netherlands Training Centre (RNTC), um anexo da emissora internacional holandesa Radio Netherlands Worldwide (RNW).

Por meio da mediação pedagógica e aprendizagem colaborativa, a Plataforma Web Rádio Água trabalha em diferentes linguagens midiáticas, com ênfase em arquivos de áudio, reunindo esforços e interatividade para gerir conhecimento educativo e fomentar a sociedade civil para a construção de cidadania e promoção da sustentabilidade na América Latina e Caribe.

Entre as tecnologias idealizadas e desenvolvidas pelo Centro Internacional de Hidroinformática – CIH, o Projeto Web Rádio Água (WRA), num conceito mais amplo de tecnologias sociais, abrange três vertentes principais:

A primeira é a tecnologia em si: uma plataforma web interativa de comunicação, desenvolvida inteiramente com ferramentas livres, dedicada a troca de informações e experiências, por meio da disponibilização de conteúdos acerca da temática água. A plataforma web pode ser acessada gratuitamente por qualquer pessoa ou grupo que possua um computador e acesso à rede. Tem como função principal, abrir um espaço informativo e também de discussões e debates, através de postagens e downloads de conteúdos de áudio, vídeo e texto, por qualquer usuário.

Os principais elementos da Plataforma são: (1) Fóruns, onde podem ser levantados questionamentos sobre os temas de interesse do projeto, dando a oportunidade dos usuários debaterem sobre o tema; (2) Blogs, todos os usuários da Plataforma Web Rádio Água cadastrados podem criar os seus perfis. Nos Blogs são permitidas postagens de textos próprios ou citações, fotos, vídeos, arquivos etc; (3) uma Wiki, ou seja, uma enciclopédia virtual, em que os usuários, de forma colaborativa, poderão criar artigos sobre assuntos que tenham propriedade para fazer reflexões.

Por fim, toda a Plataforma Web Rádio Água é caracterizada pela liberdade, tanto do conteúdo como do desenvolvimento tecnológico, cuja comunidade de desenvolvedores é fornecedora e receptora de módulos de códigos de aplicativos e sistemas. A Web Rádio Água foi desenvolvida com as ferramentas Joomla!, para a gestão de conteúdos, PHPBB para o Fórum e MediaWiki para a enciclopédia Wiki - toda em software livre.

A segunda vertente é relativa à metodologia. Além da metodologia de desenvolvimento tecnológico, de conteúdo e de relacionamentos, a equipe do projeto elaborou também a metodologia específica de replicação da WRA, que consiste em um pacote de ações necessárias para o desenvolvimento e implantação do projeto em outros locais com diferentes parceiros. O conceito e a tecnologia podem ser customizadas de acordo com as necessidades locais, mantendo-se a identidade e padrões de qualidade executados no projeto original. Todo o projeto é planejado, documentado e acompanhado de modo que seja possível refazer cada passo e corrigir os desvios numa próxima aplicação da metodologia.

O convênio que deu origem à Plataforma Web Rádio Água, prevê a consolidação do projeto e também a sua conversão em um programa internacional, no qual se pretende a implantação de unidades na América Latina e no Caribe.

O processo consiste, basicamente, em fornecer a tecnologia implantada no projeto original da WRA, capacitar os administradores da plataforma nas unidades internacionais, capacitar comunicadores, auxiliar na prospecção de parcerias, contribuir no processo de disponibilização de conteúdo e integrar as unidades.

Outro aspecto relativo às tecnologias sociais que o projeto aborda é a comunicação visando o bem comum. Com um modelo interativo, no qual os usuário têm um espaço para produzir e publicar seus próprios conteúdos, proporcionado o intercâmbio de conhecimento, construção de cidadania e promoção da sustentabilidade a partir da participação e colaboração da sociedade.

Tratando de temas ligados à temática água, como por exemplo, a preservação dos recursos hídricos, a Plataforma Web Rádio Água proporciona um diálogo entre os saberes, acadêmicos e populares, e acaba mobilizando o indivíduo para agir coletivamente, em prol dos objetivos comuns.

O papel da comunicação é fundamental, pois colabora na construção da cidadania por meio do trabalho de conscientização com ações coletivas. Além disso, a comunicação integradora contribui para o desenvolvimento da capacidade de uma visão sistêmica em diversas realidades e também para um aporte interdisciplinar para a geração de conhecimento.




*** Este post foi o vencedor da promoção que a realizada sobre Gestão do Conhecimento e Mídias Sociais, como prêmio a Web Rádio Água ganhou um Tutorial online de GC da Sociedade Brasileira de Gestão do Conhecimento. Sobre os escritores: Fagner Bittencourt de Oliveira – Analista de Sistemas - @_squiter_, Robson Carvalho Turcatto – Relações Públicas - @birobson e Willbur Rogers de Souza – Jornalista - @willbursouza. Sobre a Web Radio Água – @webradioagua




Fonte: SBGC

Top Parceiros

No Comments »

Top Parceiros

Como fizemos no mês passado, divulgamos novamente a lista dos Top Parceiros do Blog Ser.RP do mês de abril.



Os sites de referência são aqueles que indicam o seu blog ou site disponibilizando um link para que os usuários cliquem e sejam direcionados o seu ponto de contato na web. São muito importantes para determinar a relevância de seu veículo de comunicação on-line nos resultados dos mecanismos de buscas como Google e Bing. É um dos fatores que determina se o seu link vai aparecer entre os primeiros no ranking dos buscadores. Abaixo estão os Top Cinco que mais trazem visitas ao Blog Ser.RP. Chegamos nesse ranking por meio da análise do Google Analytics.



Desta vez, usamos como data de referência o mês de abril. Todo mês trarei os principais parceiros que ficarão em destaque na coluna à direita.



Siga o Blog SerRP no Twitter!







Brasil já é o 4º maior mercado do mundo de gamers, com 35 milhões de usuários

No Comments »




O Brasil conta com 35 milhões de usuários de jogos digitais – o equivalente a 76% da população ativa na Internet de 10 a 65 anos, que é de 46 milhões de pessoas. Este número posiciona o País como o quarto maior mercado do mundo neste segmento, atrás apenas dos Estados Unidos (145 milhões de jogadores), Rússia (38 milhões) e Alemanha (36 milhões).


Esta é uma das conclusões da pesquisa realizada pela Newzoo, empresa internacional de estudo de mercado focada na indústria de jogos, e encomendada pela Real Games – líder mundial de jogos casuais - , e por outras grandes empresas mundiais de jogos. Pela primeira vez, a pesquisa abrangeu o mercado brasileiro, onde a Real Games atua desde o ano 2000 por meio de sua subsidiária latino-americana Atrativa.


Realizada junto a 20 mil pessoas em 10 países (incluindo Europa, EUA, México e Brasil), a pesquisa mostrou que o rápido avanço dos jogos online e dispositivos móveis posicionou os mercados emergentes em patamares semelhantes ao da União Européia.


Outro dado muito relevante é que os 35 milhões de usuários de jogos digitais no Brasil gastam 10,7 horas por semana jogando. Esse dado inclui todas as plataformas de jogos.


Além disso, o tempo gasto com jogos, entre esses jogadores, é quase o dobro do dedicado a assistir TV – de 5,5 horas por semana. Também é bem superior ao período destinado a ouvir rádio (4 horas) ou a ler revistas e jornais (1,8 horas). E é praticamente equivalente ao tempo que gastam na Internet, de 11,3 horas por semana.


Em relação à força dos dispositivos móveis (celulares e smartphones), a pesquisa mostrou que o Brasil possui 24 milhões de jogadores.


Segundo os dados levantados o tamanho do mercado brasileiro, quase 47% dos jogadores gasta dinheiro com jogos. Mais de dois terços do orçamento para jogos são gastos diretamente online.


Perfil dos usuários


O perfil dos usuários de jogos digitais no Brasil apontou 19,2 milhões de homens – ou 83% da população masculina ativa na internet – e 15,8 milhões de mulheres – ou 69% da população feminina ativa na rede.


Entre o público feminino que gosta de jogos digitais, 77% preferem os jogos casuais. Segundo a pesquisa, 12,1 milhões de mulheres acessam sites de jogos casuais.


A pesquisa incluiu usuários de todos os tipos de jogos: consoles, celulares, redes sociais, portais de jogos casuais ou jogos de computador stand-alone; jogos na plataforma Mac (downloados ou caixas de DVDs) e jogos MMO, constituindo-se na mais ampla radiografia internacional deste mercado.


Entre os diferentes tipos de jogos, os sites de jogos casuais, como Atrativa e Clickjogos, são a plataforma mais popular no País: são 26,4 milhões de usuários, o equivalente a 57% da população ativa na internet ou 74% de todos os jogadores. O Brasil tem mais usuários de jogos casuais online do que qualquer país europeu – no Reino Unido, o europeu com maior adesão aos jogos casuais, o número de jogadores é de 21,5 milhões.



Siga o BlogSerRP




Curso e E-branding, do Digitalks, está com inscrições abertas

No Comments »

O Digitalks promove, no dia 07 de maio, o Curso de E-branding, que é destinado para profissionais de comunicação e publicidade construírem a reputação da marca digital utilizando quatro disciplinas importantes para a construção da marca, como branding, planejamento e comportamento dos consumidores. O curso terá sua primeira edição no Golden Tulip Belas Artes, localizado na Rua Frei Caneca, 1189, São Paulo-SP. Com carga horária de oito horas, o curso qualifica os profissionais de comunicação a desenvolverem campanhas eficazes de marketing online direcionada à construção de marca.


Os interessados em participar devem realizar as inscrições no site www.digitalks.com.br ou no telefone 011 2533-1962


Há descontos para estudantes e para grupos.



Siga o BlogSerRP!


Storytelling é um jeito de pensar a comunicação

No Comments »

storytelling Com a convicção de que storytellling não é uma técnica, mas sim um jeito de pensar a comunicação organizacional, Marcelo Douek entende o formato como superação de um cenário de sobrecarga informativa e de um estilo intrusivo de comunicar. A tendência é ter cada vez mais dificuldade em atrair atenção dos públicos de interesse, então os esforços de qualificação do discurso devem ser prioridade. Este é o panorama sobre o qual foi desenvolvido o curso “Storytelling aplicado à Comunicação Interna” junto à Associação Brasileira de Agências de Comunicação/Abracom no dia 27 de abril de 2011 no Espaço JK em São Paulo/SP. O tema é considerado uma novidade na gestão e na comunicação e tem interessado diferentes profissionais e setores de negócio.

A diversificação de canais e sua intensa digitalização levam a uma onipresença das marcas nas vidas das pessoas, o que dificulta a fixação de conteúdos ou sua diferenciação. Por outro lado, as redes sociais emergem como potencializadoras de diálogos e as relações mais pessoais trazem a emergência das emoções. Se antes as empresas distribuíam relatos racionais, agora é a vez de outro tipo de abordagem. Douek, pós-graduado em Gestão Empresarial pela Business School SP e com cursos de especialização em Branding pela Kellog School of Management, Planejamento de Comunicação pela ESPM/Miami AdSchool SP e curso de Roteiro com Robert Mckee, tem defendido o uso do storytelling. História, diz ele, é uma seqüência de eventos organizados de forma especial, o que a torna capaz de influenciar pessoas, organizações e sociedades. Seu conteúdo expõe metáforas da vida que dão insights para compreender a natureza humana.

Outro componente importante das histórias diz respeito à proposta de um relato composto por exemplos, o que faz lembrar a teoria do Espelho sobre a capacidade do ser humano de aprender por imitação. Junto a isto, deve-se levar em conta que o ser humano é um ser social, e esta interação cotidiana via relatos de vida lhe é natural. Mais ainda, atendendo ao que o ministrante chama de Princípio de Linearidade, o homem tem necessidade de conferir sentido aos acontecimentos e a buscar causa e efeito nas ocorrências de sua trajetória, o que acontece quando verbaliza uma história sobre o que antes seria aleatório. Para Douek, contar histórias é a maneira mais poderosa de transmitir conhecimento, trocar experiências e aguçar a imaginação. Por meio delas é que as pessoas fortalecem suas relações e criam sua percepção de mundo. “Contar histórias é fazer escolhas e ter convicção sobre elas, com alinhamento à mensagem que se deseja comunicar”, acrescenta.

Ao estudar o processo cognitivo por trás das boas histórias é possível perceber que o storytelling envolve elementos – conflito, personagem, universo e trama – que precisam estar organizados de maneira correta para fazer sentido e tocar as pessoas. No curso, eles foram detalhados e exercícios foram feitos para entender melhor esta divisão e também inseri-la na “lógica dos três atos” e incrementá-la com elementos como o evento incitante e o clímax. Outra dinâmica envolveu a construção de personagem, com arquétipos, caracterização, qualidades observáveis e dilemas, camadas que tornam a trama mais interessante ao lado de outras definições como período, duração e localização dos acontecimentos a relatar. Douek explica que “o dilema faz uma história ganhar vida, justamente mostrando escolhas”, sendo que o universo ficcional (caso utilizado) precisa contemplar premissas sociais, naturais, político-econômicas e estilos de vida.

O palestrante comentou a influência de vários pensadores para o tema, como a estruturação do pensamento narrativo por Aristóteles, o conceito de mitologia na lógica das narrativas por Campbell, a tradução da jornada do herói por Vogler e a organização de roteiro de McKee. Ele também analisou a história de contexto com janelas complementares (formato transmídia) dos Irmãos Wachowski, diretores da série de filmes e conteúdos Matrix. O mistério como catalizador da imaginação foi outro ponto abordado, basicamente pela experiência de J.J.Abrams, roteirista da série Lost. Entre os cases de grandes marcas que têm utilizado histórias para seu relacionamento, foram citadas Coca-Cola, Zappos, Johnny Walker, Hotel Ritz-Carlton, Accenture e Gatorade.

Participaram representantes de agências como RWF, CDN, Planin, Report, In Press, Imagem Corporativa, AM4 e ADS, além de empresas como Santander e ONGs como a Comunidade Educativa. Mais informações sobre as atividades da Abracom podem ser obtidas no http://www.abracom.org.br/ .

Portal Mundo das Relações Públicas comemora com você mais um ano de circulação do boletim RP em Ação

No Comments »





O boletim RP em Ação é o enews do portal Mundo das Relações Públicas, com circulação gratuita e mensal desde 21 de maio de 1997, sob responsabilidade do RP Rodrigo Cogo e com colaborações diversas de interessados - o que lhe faz ter um perfil bem mais informativo porque retira a exclusividade de pauta do próprio Mundo-RP e se abre para uma visão multifonte.

A publicação foi nominada assim desde a edição 88 Ano IV de 17 de outubro de 2000 pela própria base de assinantes, a partir de criação da cadastrada Paula Daniela Pacheco (de Gama/DF), que recebeu o maior número de votações em concurso interno. Vale dizer que o boletim passou a ser enviado pelo sistema Grupos.com.br no número 89 Ano IV, que circulou em 6 de novembro de 2000, saindo da distribuição manual e individual e partindo para listas rápidas de circulação, onde funciona até hoje.

Uma novidade foi introduzida em dezembro de 2007, quando a publicação eletrônica passa a ser emitida em formato HTML, o que permite seu arquivamento e sua disponibilização a qualquer tempo.

Hoje, chegando a mais de oito mil caixas postais de nove países, o RP em Ação recebe uma atividade comemorativa nos seus 14 anos de história. Quem quiser engajar-se neste reconhecimento, basta seguir os passos indicados abaixo e ficar na torcida para receber o livro "Blog Marketing", de Jeremy Wright (Editora M.Books).




PARA PARTICIPAR
1 - Faça uma análise das matérias publicadas no boletim RP em Ação (período a livre escolha entre dezembro de 2007 e abril de 2011 - disponível a versão HTML: veja aqui), e separe cinco conteúdos mais interessantes, segundo seus critérios;

2 - Anuncie o título de cada matéria e seu link respectivo em seu perfil no Twitter com a tag #rpemacao14, entre os dias 2 e 20 de maio de 2011;

3 - Aguarde o sorteio simples entre todos os canais digitais participantes, a ocorrer no dia 30 de maio de 2011. O livro vai ser enviado por Correios para o participante sorteado.

*** no caso de interessado em fazer parte da ação comemorativa, mas não portador de perfil próprio no Twitter, pode ser feita a escolha das cinco matérias e este resultado (títulos das matérias e seus links respectivos) ser publicado em portal, blog, lista de discussão, scrap em comunidade no Orkut ou em mural no Facebook. Em quaisquer destas opções, porém, é preciso respeitar o período máximo de 20 de maio e também, neste caso, notificar a publicação para o e-mail rodrigo@mundorp.com.br para oficializar a participação no sorteio.


SOBRE O LIVRO E O AUTOR
O livro "Blog Marketing - A Nova e revolucionária maneira de aumentar vendas, estabelecer sua marca e alcançar resultados excepcionais" foi escrito por Jeremy Wright e lançado pela M.Books. Hoje, milhões de blogueiros se comunicam pela Internet, expressando idéias e experiências com produtos e compartilhando informações sobre empresas e negócios. Com milhões de vozes sendo ouvidas, essa mídia revolucionária constitui um fórum mundial. Nenhuma empresa pode se dar ao luxo de ficar de fora dessa conversa.

Na obra, Wright explica como e por que empresas de todos os tipos blogam, e revela estratégias para interagir efetivamente com seus clientes. A ideia é descobrir como o autêntico feedback dos clientes pode inspirar estratégias de marketing potencialmente novas, idéias de produto inovadoras e novos conceitos que transformarão completamente seus negócios. Conheça algumas empresas extremamente bem sucedidas que vêm se beneficiando com os blogs, entre elas a Microsoft, a Sun Microsystems, o Google, a Disney, a General Motors e outras, e descubra como obter benefícios em sua própria empresa. Veja mais aqui.

Blog Marketing está repleto de exemplos reais de como o blogging pode:
• Incrementar a gestão de marcas da empresa
• Criar experiências positivas com seus clientes
• Proporcionar feedback real sobre sua empresa e seus produtos
• Transformar o modo como sua empresa faz negócios
• Simplificar tarefas da gestão de projetos
• Influenciar na lucratividade

Jeremy Wright é um renomado consultor de blogging cujos clientes incluem a Ford, a Microsoft e o eBay. Seu blog de negócios e tecnologia, o Ensight.org, é lido por mais de 250 mil pessoas todos os meses.


Caso tenha alguma dúvida sobre esta ação comemorativa, basta escrever para rodrigo@mundorp.com.br. Mas não deixe de participar.


Este conteúdo está em
http://www.mundorp.com.br/promocaorpemacao.asp